Bem vindos ao Viver Ciência!

No universo do Viver Ciência somos conduzidos a refletir acerca de diversas dimensões envolvidas na educação em ciências - as práticas pedagógicas, as abordagens epistemológicas, os modelos didáticos, as interrelações...
Apresentamos neste território as vivências e remanescências de uma construção coletiva da equipe do Viver Ciência.

Tenha uma boa viagem!

quinta-feira, 28 de abril de 2011

MARCANDO ENCIMA

Encontro de Pesquisa Educacional do Norte e Nordeste

Estão abertas as inscrições para o Encontro de Pesquisa Educacional do Norte e Nordeste.


XX EPENN - "EDUCAÇÃO, CULTURAS E DIVERSIDADES"

MANAUS - 23 a 26 DE AGOSTO DE 2011


O EPENNEncontro de Pesquisa Educacional do Norte e Nordeste em sua vigésima edição é o encontro regional de pesquisa em educação mais antigo do Brasil. Realiza-se desde os anos 70, congregando pesquisadores da área educacional e afins com o objetivo de socializar a produção teórica prática no campo educacional e fortalecer os programas de pós-graduação em educação do Norte e Nordeste.


O EPENN é um encontro bianual, vinculado à ANPEDAssociação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, promovido pelo Fórum de Programas de Pós-Graduação em Educação do Norte e Nordeste e organizado pelo Programa da cidade que o sedia.

Dentre os objetivos do
EPENN está o fortalecimento dos programas de pós-graduação em educação e da pesquisa e da produção intelectual voltada para a área educacional e a sua realização reflete o compromisso dos profissionais da área em aprofundar seu conhecimento sobre a educação que se realiza nas regiões Norte e Nordeste, principalmente. A realização da vigésima edição no Estado do Amazonas é uma oportunidade para as academias discutirem e refletirem sobre questões atuais relacionadas ao desenvolvimento social da região, sobre as quais os pesquisadores da área educacional são chamados a se debruçar. Por isso sua temática central foi definida como “EDUCAÇÃO, CULTURAS E DIVERSIDADE”.

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Imagens do município de Senhor do Bonfim/Ba

Entrada do município de Senhor do Bonfim


Divulgamos fotografias do município de Senhor do Bonfim, localizado no norte do estado da Bahia numa região denominada Piemonte Norte local que sediará o Congresso Brasileiro de Ciências da Natureza entre 03 e 05 de agosto de 2011.


O nosso trem ( todos amam escutá-lo passar)


A biblioteca municipal ( Não é linda?)


A Praça Nova da Independência


Monumento da Praça Nova da Independência



Planta típica da região



A Diocese de Bonfim


A prefeitura municipal



A Universidade Federal do Vale do São Francisco - Univasf que sediará o evento



Mais informações sobre o município acesse o site da prefeitura: http://www.senhordobonfim.ba.gov.br/wp/

Fotografias: Gisele Shaw

terça-feira, 19 de abril de 2011

Avaliação do Viver ciência - prof. Joseni Brito

Eis o vídeo de avaliação da professora Joseni Brito das atividades do ano de 2010 da equipe do Subprojeto Viver ciência:praxis docente e conexão de saberes. Joseni Brito é bióloga, especialista em Educação ambiental, professora da rede pública de ensino do estado da Bahia. Supervisora do Subprojeto Viver ciência PIBID/Univasf.


video

Seleção de aluno de graduação bolsista para ocupar uma vaga no Subprojeto viver ciência: a práxis docente e a conexão de saberes

Seleção de aluno de graduação bolsista para ocupar uma vaga no Subprojeto viver ciência: a práxis docente e a conexão de saberes: os alunos do curso de ciências da natureza/Campus Senhor do Bonfim da Univasf que estiverem interessados a ocupar tal vaga a comparecerem em entrevista que será realizada amanhã dia 20 de abril de 2011 às 18:30 no campus provisório da Univasf ( IF Baiano/Senhor do Bonfim) para a seleção.
Os interessados devem se apresentar amanhã no horário marcado para entrevista coletiva onde um candidato será selecionado para fazer parte da equipe do viver ciência.

sábado, 16 de abril de 2011

Entrevistas de divulgação do Congresso Brasileiro de Ciências da Natureza

Nesta semana a equipe de comunicação e marketing da comissão de organização do Congresso Brasileiro de Ciências da Natureza se reuniu para organizar as ações de operacionalização da divulgação do evento. A professora Rosângela Souza deu uma entrevista à Tv Bonfim - TBL acerca do evento e a professora Gisele Shaw deu uma entrevista ao locutor Cosme na Rádio Rainha FM/Senhor do Bonfim- BA.

Alguns materiais de divulgação estão sendo enviados a diversas instituiçõess de educação, rádio e difusão do conhecimento. A organziação do evento tem recebido muitas propostas de apresentação de trabalhos. A submissão de trabalhos para o evento está aberta até o dia 16 de maio de 2011 e as modalidades aceitas são comunicação oral e pôster.

Vide normas no site do evento:

http://www.cbcnat.univasf.edu.br

Mesa redonda - Educação e meio ambiente: compartilhando experiências e estratégias


Nesta última quinta-feira dia 14 de abril de 2011 ocorreu no Colégio Estadual Senhor do Bonfim - CESB a Mesa redonda - Educação e meio ambiente: compartilhando experiêncasa e estratégias. Promovida pela professora Gisele Shaw coordenadora do Subprojeto Viver ciência: praxis docente e conexão de saberes PIBID/Univasf a mesa foi coordenada pela professora Gisele shaw e foi composta pelos professores Janedalva Gondim ( Univasf), Euriclésio Sodré ( Univasf) e da bióloga Bernadeth Rocha. Os alunos do CESB participaram da atividade além de alguns professores e funcionários da instituição.

Professora Gisele Shaw da Univasf - coordenadora do Subprojeto Viver ciência:praxis docente e conexão de saberes

Foi discutida a necessidade de repensar nossas práticas cotidianas no sentido de evitar algumas agressões ao meio ambiente. A professora Bernadeth falou acerca da necessidade de repensarmos também o nosso ímpeto consumista. a professora Janedalva nos sensibilizou a olhar para nosso meio ambiente e imergir na beleza de traços da nossa cultura, do espaço no qual nos inserimos. O professor Euriclésio apresentou sua experiência como coordenador de área do Projeto praxis do saber na sala de aula PIBID Univasf onde desenvolve diversos mini projetos enfatizando um projeto acerca da educação ambiental através da expressão artística.

Professora Janedalva Gondim - Univasf


Professor Euriclésio Sodré - Univasf


Uma das supervisoras do Subprojeto Viver ciência, a professora Joseni Brito auxiliou na organização do evento e esteve participando ativamente junto aos alunos do curso de ciências da natuerza da Univasf que são bolsistas do Subprojeto viver ciências. Acredito que esta iniciativa foi interesdsante por ter proporcionado algumas reflexões acerca da necessidade da educação ambiental, inclusive na escola. Esta é uma temática que será trabalhada no CESB no decorrer deste ano de 2011.

Professora Joseni Brito, professora Gisele Shaw e a bióloga e coordenadora do TIPNI Bernadeth Rocha

Oficina Pedagógica: Trabalhando ciências e matemática de maneira interdisciplinar





Professor Geraldo Soares


No dia 13 de abril de 2011 aconteceu no Colégio Estadual Senhor do Bonfim a Oficina Pedagógica: Trabalhando ciências e matemática de maneira interdisciplinar. Os ministrantes, os professores Geraldo Soares e Jackson Rosendo apresentaram propostas onde conteúdos de ciências dialogam com conteúdos de matemática.


O objetivo dessa oficina, organizada pela professora Gisele Shaw coordenadora do projeto Viver ciência:praxis docente e conexão de sabres PIBID/Univasf é auxiliar na capacitação de alguns bolsistas do dado projeto que assumiram a monitoria de ciências e matemática. Esses monitores orientam e propõem ações interdisciplinares que envolvem conteúdos de ciências e matemática de modo a contribuir para a melhoria do ensino nessas duas áeras nas escolas campo do projeto e auxiliar na elevação do IDEB.

Alunos bolsistas do projeto Viver ciência na oficina pedagógica


Professores Geraldo e Jackson aplicando dinâmica

Os participantes da oficina ficaram surpresos com as possibilidades e avaliaram a atividade de forma muito positiva. Segundo eles a atividade deveria ter tido uma carga horária maior dado o seu sucesso.

Seminário: Crenças e atitudes sobre o uso de atividades experimentais e computacionais no ensino de Física por parte de professores do Ensino Médio

O Programa de Pós Graduação em Ensino Filosofia e História das Ciências convida ao:

Seminário: Crenças e atitudes sobre o uso de atividades experimentais e computacionais no ensino de Física por parte de professores do Ensino Médio

Msc. Leonardo Albuquerque Heidemann


Data: 20 de abril de 2011 (quarta-feira

Horário: 16:00

Local: Instituto de Física da UFBA – sala 413

Resumo

A literatura aponta diversas vantagens para o uso de atividades experimentais (AE) e de atividades computacionais (AC) no ensino de Física. Estudos mais recentes têm concluído que a combinação desses dois recursos pode ser ainda mais eficaz do que quando usados isoladamente. No entanto, raros são os professores que exploram tais estratégias didáticas em suas aulas com frequência e de forma adequada. O objetivo geral deste trabalho é investigar as causas que levam os professores da educação básica a desprezarem as AE e as AC e a muitas vezes utilizar esses recursos de forma inadequada. Para isso, buscamos investigar quais são as principais crenças dos professores em relação a essas estratégias e seus possíveis usos combinados, assim como suas atitudes frente à aplicação dessas estratégias no ensino de Física. Resumidamente, procuramos responder às seguintes questões de pesquisa: i) Como professores da educação básica percebem e exploram as AE e as AC no ensino de Física? ii) Que vantagens e limitações são por eles apontadas quanto ao uso de tais recursos e como eles percebem suas possíveis combinações? Para responder a tais questões, adotamos a estratégia de estudos de caso amparando-nos nas orientações metodológicas de Yin e utilizamos, no último dos estudos realizados, a “Teoria do Comportamento Planejado” de Ajzen. Para a investigação, foram realizados três estudos de caso exploratórios que envolveram, respectivamente, 52 alunos de um mestrado profissional, 64 alunos de uma curso de especialização e 53 outros professores de Física em exercício. Os resultados mostraram que os docentes atribuem grande importância ao uso de AE no ensino de Física; já em relação às AC, apesar de considerarem que podem ser muito úteis, não atribuem a mesma importância do que às AE. Pode-se concluir também que, de modo geral, os professores não apresentam um sólido conhecimento sobre o uso de AE e AC, apresentando dificuldades para, principalmente, destacar suas limitações. Poucos deles percebem a necessidade de estratégias didáticas adequadas para que as AE e as AC efetivamente contribuam para a aprendizagem de Física. Em relação ao uso integrado de AE e AC, os resultados mostraram professores mais próximos do uso isolado desses recursos, defendendo que apenas um deles é suficiente para se ensinar Física, do que do uso combinado deles, explorando as vantagens de ambas estratégias didáticas.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

II Colóquio de Práticas Pedagógicas Inovadoras na Universidade

Veja informações do evento no site www.coloquio2011.uneb.br

"Educação e meio ambiente: compartilhando experiências e estratégias"


Pessoal só relembrando:

Na quinta-feira dia 14/04/2011 ocorrerá a mesa redonda "Educação e meio ambiente: compartilhando experiências e estratégias"organizada pela equipe do Subprojeto Viver ciência:praxis docente e conexão de saberes PIBID/Univasf que será realizada no Colégio Estadual Senhor do Bonfim às 14:00 com a presença dos professores Janedalva Pontes ( Univasf),
Euriclesio Barreto Sodré ( Univasf) e Bernadeth Rocha (Bióloga, especialização em EA e MBA em perícia e Auditoria Ambiental; Consultora e Educadora ambiental, Coordenadora do TIPNI; membro da CIEA Comissão Interinstitucional de EA).

Abraços!!!!

sábado, 9 de abril de 2011

IV COLÓQUIO EDUCON - 2011

Tendo em vista a promoção de debates acerca da educação brasileira o Grupo de Pesquisa Educação e Contemporaneidade (EDUCON) da Universidade federal de Sergipe promove o
V COLÓQUIO INTERNACIONAL “EDUCAÇÃO E CONTEMPORANEIDADE” DATA E LOCAL: 21 A 23 DE SETEMBRO 2011 - CAMPUS SÃO CRISTÓVÃO (SE)

INSCRIÇÃO ON-LINE:: http://www.educonufs.com.br/vcoloquio/inscricao/index.htm

Estão abertas as inscrições de trabalho. Ano passado a professora Rosângela Souza, o professor Manoel Messias e eu ( professora Gisele Shaw) publicamos dois trabalhos no EDUCON. Os trabalhos foram publicados em CD indexado de classificação qualis A.

II Encontro de São Lázaro

Entre os dias 15 e 17 de julho ocorrerá o II Encontro de São Lázaro na Universidade Federal da Bahia/UFBA Campus de São Lázaro. Neste ano o Campus de São Lázaro comemora os seus 70 anos. As inscrições para o evento foram prorrogadas até dia 15 de abril por problemas no site do evento.

Participei do evento ano passado e apesar do acesso ao dado campus não ser dos melhores devido a sua localização confusa, entre os bairros da Federação e Ondina, o evento foi muito bem organizado ( gostei muito do mini curso que participei com a professora Lígia Bellini).

Tente acessar o endereço http://www.ffch.ufba.br/spip.php?article199 ( não consegui hoje)

domingo, 3 de abril de 2011

CBCNAT

Já estão abertas as inscrições de trabalhos para o Congresso Brasileiro de Ciências da Natureza que será realizado entre os dias 03 e 05 de agosto de 2011. Poderão ser inscritos trabalhos nas modalidades de pôster e comunicação oral.

Ver insformações no site do evento: www.cbcnat.univasf.edu.br

A ciência de criar substâncias sobrenaturais

O Programa de Pós Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências da UFBA/UEFS convida:

O Café Científico, promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências (UFBA/UEFS) e pela LDM - Livraria Multicampi, tem o prazer de convidá-los para mais um evento no mês de Abril de 2011:

8 de Abril de 2011 – 18:00

Silvio Cunha (Instituto de Química/UFBA)

A ciência de criar substâncias sobrenaturais

[Ver mais detalhes no resumo abaixo]

O Café Científico é um local em que qualquer pessoa pode discutir desenvolvimentos recentes das várias ciências e seus impactos sociais. Ele oferece uma oportunidade para que cientistas e o público em geral se encontrem face a face para discutir questões científicas, numa atmosfera agradável.

O evento é inteiramente gratuito e não necessita de inscrição. O local é a LDM - Livraria Multicampi, na Rua Direita da Piedade, 20, Piedade.

Para mais informações, ligue 71 2101-8000 (LDM) ou 71 3283-6568 (UFBA).

Maiores informações sobre o café científico de Salvador podem ser encontradas em http://cafecientificossa.blogspot.com

Informações gerais sobre a iniciativa dos Cafés Científicos podem ser conseguidas no seguinte sítio: http://www.cafescientifique.org.

Att

Comissão Organizadora do Café Científico:

Charbel Niño El-Hani (Instituto de Biologia, UFBA. Programa de Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências, UFBA/UEFS. Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Biomonitoramento, UFBA).

Primo Maldonado (LDM).

Luana Maldonado (LDM)

Taiane Andrade (LDM)

Liziane Martins (Faculdades Jorge Amado)

Nei de Freitas Nunes Neto (Instituto de Biologia, UFBA).

Sidarta Rodrigues (Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, UFBA)

Valter Alves Pereira (Colégio da Polícia Militar. Programa de Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências, UFBA/UEFS)

Anna Cassia Sarmento (Colégio da Polícia Militar)

Maria Aparecida Santana (Instituto de Biologia, UFBA).

Frederik Moreira dos Santos (Programa de Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências, UFBA/UEFS)

Ricardo Santos do Carmo (Programa de Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências, UFBA/UEFS)


A CIÊNCIA DE CRIAR SUBSTÂNCIAS SOBRENATURAIS

Silvio Cunha

(Instituto de Química/UFBA)

RESUMO

Desde que domesticamos o fogo, nós humanos temos modificado a variedade de substâncias presentes na natureza através de transformações químicas.

A necessidade de comer, vestir, locomover, viver mais e melhor, amar e ser feliz tem motivado a criação, primeiro em laboratório e depois em escala industrial, de substâncias que não estão disponíveis na natureza – substâncias denominadas de não naturais (de certa forma, “sobrenaturais”). Além da necessidade, a boa e velha curiosidade – apenas ela – também tem sido um bom estímulo.

A ciência que proporciona esta façanha é a síntese química e, em particular, a síntese orgânica, que se dedica à criação de moléculas de carbono e derivados. A forma como se faz isto, promovendo reações químicas de forma controlada, será o mote de nossa conversa, exemplificando com substâncias bem conhecidas do público em geral.

Leitura Complementar – se for ler apenas uma delas, leia a primeira.

1. Os Botões de Napoleão – as 17 moléculas que mudaram a história, Jorge Zahar Editor.

2. Barbies, Bambolês e Bolas de Bilhar – 67 deliciosos comentários sobre a fascinante química do dia-a-dia, Joe Schwarcz, Jorge Zahar Editor.

3. Moléculas, P. W. Atkins, EDUSP.

4. Descobertas Acidentais em Ciências, Roystin M. Roberts, Papirus.

5. Vitórias da Química – a conquista do direito à saúde, Daniel Bovet, Editora da UnB.

6. Alquimistas e Químicos – o passado, o presente e o futuro, José Atílio Vanin, Editora Moderna.