Bem vindos ao Viver Ciência!

No universo do Viver Ciência somos conduzidos a refletir acerca de diversas dimensões envolvidas na educação em ciências - as práticas pedagógicas, as abordagens epistemológicas, os modelos didáticos, as interrelações...
Apresentamos neste território as vivências e remanescências de uma construção coletiva da equipe do Viver Ciência.

Tenha uma boa viagem!

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Sobre a greve dos professores da Bahia

Estou orgulhosa de ser uma professora bahiana, apesar de não trabalhar para o estado. Porém, vejo o quão preconceituosos e deturpados podem ser alguns apontamentos de meios de impresa. Nesta semana li uma notícia do site globo.com, um dos mais acessados da net acerca da greve e fiquei estupefata com uma parte da notícia (disponível em http://g1.globo.com/bahia/noticia/2012/05/professores-afirmam-que-greve-exige-tambem-melhor-qualidade-no-ensino.html), que dizia "Os alunos da rede pública da Bahia, por outro lado, acreditam que sofrerão prejuízos diretos com a suspensão das aulas.   "Fico em casa sem fazer nada, na internet, indo para a rua, pensando besteira. Por exemplo, quando eu estava estudando ficava menos tempo na internet"".
Ainda que estes professores da rede pública estejam sem sua remuneração, após sofrerem, ano após ano, o descaso social e governamental em sua profissão a mídia levanta a situação dos alunos? Os alunos precisam estar junto a estes professores. Não que os alunos sejam menos importantes, mas este é um momento de luta, de união em prol da melhoria da qualidade do ensino.
Fico muito triste com a situação educacional brasileira. Não só com os baixíssimos salários, mas com o desrespeito impetrado por muitos alunos, pais e até em notícias da mídia. Como professora pesquisadora não nego que muitos professores tem responsabilidade com a má qualidade do ensino, que não se preocupam em planejar suas aulas, que agem com descaso em seu trabalho. Mas, existe uma grande maioria que supera as dificuldades, a falta de recursos e dá o seu melhor. E é em respeito dessas pessoas que devemos buscar entender e apoiar os professores baianos. Além do mais, precisamos buscar os motivos que levaram muitos professores  a ficar desmotivados e dar suas aulas de qualquer maneira ou faltar constantemente - a violência na escola, a má remuneração, a desqualificação profissional, a falta de apoio social, tudo isso leva muitas pessoas a deixar suas crenças de lado, sua vontade de lado, seu desejo de lado.
Como fico triste a encontrar alunos depondo contra a greve desses professores. Alunos esses que muiats vezes não se importam com seus mestres, que não os respeitam, que não dão importância aos estudos e só epnsam em diversões, internet, brincadeiras.
Pensemos na importâncias dos professores em nossas vidas e em como eles precisam ser prioridade.
NÃO VOU ESPERAR CONSCIÊNCIA NEM APOIO GOVENRNAMENTAL OU SOCIAL, VOU PROCURAR MUDAR DE EMPREGO!. Não tenho fé neste apoio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.